sábado, 26 de julho de 2008

Porque o tempo não pasava e o sono não chegava..












Depois da noite sem dormir e em tédio imenso,assim que amanheceu o dia eu saí pelo meu bairro colocando um antigo stencil que eu tinha feito,acho que o primeiro que eu desenhei.

Nesse dia passei por um momento não muito confortavel quando o dono de uma casa que estava em construção chegou,na hora em que eu estava colocando o stencil na parede para pintar.Aí tive que tentar uma retirada estratégica \o\ huaheas. E deu tudo certo hahah D:

Só fui tirar as fotos dias depois de ter pintado,aí alguem destruiu parte do que eu fiz num móvel no lixo antes que eu tirasse a foto hehahah..

6 comentários:

Pedro Vale disse...

ficou legal essa intervenção ae cara, muito bom, o/

Luana Camará disse...

E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre.

Luana Camará disse...

Lá fora o sol chora E chora por nós Lágrimas de chuva Pelo amanhã que demora Ou por apenas estarmos sós Dentro de mim o frio invade A raiva no meu desejo Não sei se é sonho ou vontade Do sabor do sonho do teu beijo O dia parece rasgar Uma aura de tristeza Que em mim vejo formar E cair na mesma incerteza Se amanha me vais amar Lá fora o sol agarra O sorriso do entardecer E minha vida em ti amarra Toda a vontade de viver.

Luana Camará disse...

E aos poucos, quase que lentamente, estou voltando ao que era, mas as marcas sempre ficam com que feitas com um ferro em brasa, mas, nunca, nunca se aprende, mesmo quando o amor lhe deixa as piores marcas, mesmo quando a dor é maior do que tudo, nunca se aprende,nunca aprendo. Aquele amor que se foi embora a insistencia das minhas palavras tenham sido como suplicas, hoje, só resta a saudade dos bons momentos, de tudo vivido, doi em saber que tudo que era presente, hoje , saudade é.Mas onde vc esteja (sei que estará) vc se foi mas em mim deixou um enorme vazio, um amor a chorar pela janela, um grito que não será ouvido, vc se foi eu eu aqui fiquei a esperar o que jamais voltará.Saiba,que, depois de vc já nao serei o mesmo, seu sorriso, seu olhar indeciso,tudo, tudo está aqui dentro de mim e jamais adormecerá com o sol e lua. Se nao é dor não é amor, aprendi com vc coisas maravilhosas, só não aprendi a beijar colegialmente. Talvez (nem sei,pois o tempo ainda não me confirmou) o fim,por mais doloroso que foi,e está sendo, fosse necessário para dar freio ao imenso amor que sentia por vc, já era por necessidade que eu te amava ao ponto de esquecer de mim. Aos poucos,algo está nascendo depois do fim, quem sabe uma forte amizade - amizade apenas, mas tem q ser algo mutuo. Ainda estou aqui.

migeres, disse...

HAHA, quase te pegam, hein. Ainda bem que o cara não saiu só de pijama (H)

shareazu disse...

louco, e ainda é cara de pau de voltar à cena do crime!! xDD

euaueha, de qualquer modo, ficou legal, fí o/